noticia / mundo

    Furacão Matthew deixa mais de 800 mortos no Haiti


    Sexta-Feira, 07 de Outubro de 2016.

  1. A Cruz Vermelha estima que mais de 1 milhão de pessoas foram afetadas no país e faz apelo para obter ajuda imediata para haitianos.

    A passagem do furacão Matthew deixou pelo menos 800 mortos no Haiti, segundo as autoridades locais. Há milhares de casas destruídas e muitos bairros seguem inundados na península do sudoeste do país. Além das casas, o vento de 230 km/h derrubou árvores, barrancos e pontes. Militares brasileiros estão ajudando os moradores desde terça-feira (4) e nesta quinta-feira (6), a Cruz Vermelha lançou um apelo de emergência a fim de obter ajuda imediata para 50 mil haitianos após a passagem do mais forte furacão a atingir o Caribe desde 2007.

    Segundo a agência humanitária são necessários US$ 6,92 milhões para ajudar a providenciar ajuda médica, abrigos, água e saneamento durante o próximo ano para pessoas afetadas pelo furacão no país. "Estamos extremamente preocupados com a segurança, saúde e bem-estar das mulheres, homens e crianças que foram impactados, principalmente em cidades remotas e vilarejos", afirmou por nota Ines Brill, chefe da divisão da América Latina da Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho (IFRC). 

    Além do Haiti, o furacão também provocou estragos em Cuba e na República Dominicana. O Centro Nacional de Furacões dos EUA prevê que Matthew suba pela costa da Flórida até a Georgia e a Carolina do Sul entre esta sexta-feira (7) e sábado (8). Em seguida, deve fazer uma curva e voltar em direção às Bahamas, podendo passar novamente pela Flórida na próxima quinta-feira. Contudo, pelas previsões, esse retorno seria como uma tempestade tropical, com ventos bem mais fracos.

    Estados Unidos
    Mais de dois milhões de pessoas foram alertadas a deixarem suas casas na costa leste dos Estados Unidos. Autoridades dos Estados da Flórida, Carolina do Sul e Georgia pediram que seus residentes não permaneçam em casa se estiverem no provável caminho do furacão. De acordo com a rede CNN, o número de evacuações obrigatórias no país é o maior desde o furacão Sandy, que atingiu a costa leste da Carolina do Norte até Nova York, em 2012, deixando grandes estragos.

    Segundo o Centro Nacional de Furacões americano, não necessariamente Matthew vai tocar o chão nos Estados Unidos, mas o olho da tempestade deve chegar muito perto da costa, possivelmente como um furacão de categoria quatro, das cinco possíveis. 

    A aproximação do furacão Matthew no estado da Flórida, nos Estados Unidos, fez companhias aéreas cancelarem voos entre o Brasil e o país norte-americano. Ontem, a Latam informou que a chegada do furacão afetaria voos com origem ou destino em Miami e Orlando entre quinta e sexta (7). Os voos JJ8086 São Paulo-Orlando, JJ8094 São Paulo-Miami, JJ8090 São Paulo-Miami e JJ8095 Miami-São Paulo foram reprogramados e os voos JJ8087 Orlando-São Paulo e JJ8057 Miami-Rio de Janeiro foram cancelados.

    A Azul Linhas Aéreas também cancelou alguns de seus voos entre o Brasil e os Estados Unidos - os voos 8704 e 8705, que fariam as rotas São Paulo (Viracopos) – Fort Lauderdale (Miami) – São Paulo (Viracopos); e os voos 8706 e 8707, que fariam as rotas São Paulo (Viracopos) – Orlando – São Paulo (Viracopos) nesta sexta-feira (7). Os clientes afetados serão informados e reacomodados em outros voos da companhia ou poderão solicitar reembolso integral dos bilhetes. 

    Imagens: O caos provocado pela passagem do furacão Matthew pelo Haiti / Agência Reuters


    Comentários (0) | Visitas (334)
  2. Veja Tambem

  3. Comentários

  4. Ainda não há comentários, Seja o Primeiro a Comentar
  1. AG SHOPP

  2. » «
  • R$ 20,00
    COMPRAR
    Camisas
  • R$ A Partir de 60,00
    COMPRAR
    Banner